segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Criatividade solta no “Montreal Designers dot com”


Montreal é conhecida pela sua face criativa seja na área de moda, arquitetura, ou design. Quem quiser ver de perto o que se produz por aqui (e eventualmente até encomendar objetos ou roupas legais) pode dar uma espiada no http://www.mtldesigners.com/. O site reúne peças de cerca de 20 jovens artistas montrealenses, numa seleção bem feita por Jean-Aymeri de Magistris, blogueiro que ha um ano toca o http://montrealstateofmind.com/. Alias, vale a pena conferir o blog do colega, que da um belo panorama do circuito artístico de Montreal, nos salvando naqueles dias em que a criatividade anda em baixa.



sábado, 29 de agosto de 2009

“Fim de semana chuvoso e pipoca”, em cartaz nas melhores salas de cinema de Montreal

Esse é o primeiro fim de semana do Festival des Films du Monde e o tempinho chuvoso nos incentiva a procurar abrigo em uma das salas de cinema da cidade. No Cinéma Impérial, a aguardada comédia judia Oy Vey! My son is gay! (Evgeny Afineevsky) estréia às 19h, e tem tudo para ser a mais concorrida da bilheteria. O cinema Quartier Latin exibe The Sunset Sky (Olivier Bernier), sobre a conturbada relação de uma moça com seu irmão autista, apos a morte da mãe deles (às 19h20). No mesmo horário e no mesmo cinema, o documentário japonês Eatrip (mencionado no outro post sobre o FFM), de Yori Nomura, exibe alguns hábitos de forno e fogão orientais. Ainda numa das salas do Quartier Latin, às 21h30, passa o filme espanhol Ramirez (Albert Arizza), sobre um jovem e sedutor fotografo, que é um serial killer. Se o tempo melhorar, vale dar um pulo na Place des Arts e assistir, à luz da lua, à ficção de Oliver Stone, The Doors (22h15), para relembrar a trajetória do grupo e seu vocalista Jim Morrison, encarnado por Val Kilmer. Veja mais sobre a programaçao aqui. Boa sessão!

Sofitel, W, St. James, Opus, Gault, Place d'Armes e Vieux Port: os melhores hotéis de Montréal



colaboração especial de Alexandra Forbes



As pessoas vivem me pedindo recomendação de onde se hospedar em Montréal, então resolvi dividir com este blog alguns de meus hotéis favoritos. O primeiro passo, antes de reservar, é escolher em que parte da cidade ficar. Há duas opções: Downtown, o bairro dos arranha-céus, dos escritórios, das lojas e da famosa rua Saint-Catherine, ou Vieux Montréal, o bairro histórico com sobrados antigos de pedra, passeios de charrete e montes de turistas. Cada um tem suas vantagens e desvantagens... mas para uma primeira visita, acho que o centro antigo pode ser uma boa. Turístico, sim – mas também charmoso e romântico e, sabendo onde procurar, excelentes restaurantes onde só os nativos vão.

No Vieux Montréal:


Le St-James (na foto acima)

Esse é, de longe, o melhor hotel da cidade. Pequeno, exclusivo, ocupa um charmoso predinho centenário onde funcionava um banco.


Banheiros são revestidos de mármores de diferentes cores e origens, e os apartamentos esbanjam uma elegância clássica (brocados, tapetes persas, candelabros de cristal, cortinas drapeadas e relógio Bulova prateado na cabeceira). O que o décor tem de tradicional, os gadgets têm de modernos: som Bang & Olufsen, tevês de tela plana, luzes que acendem sozinhas, etc.

Rua Saint-Jacques, 355, tel. (514) 841-3111, www.hotellestjames.com


Hôtel Place d’Armes

Recentemente esse hotel-butique acrescentou um ótimo spa com banhos turcos e triplicou de tamanho quando dois prédios vizinhos ao original foram comprados.


Os quartos novos são maiores e melhores, decorados em cinzas e marrom (e falsas peles sobre as camas), então exija ficar num deles. Não deixe de tomar um drinque no bacaníssimo lounge anexo ao lobby.

Côte de la Place d’Armes, 701, tel. (514) 842-1887, www.hotelplacedarmes.com


W

Quem conhece os W de Nova York já sabe: o signature look da rede inclui muito preto e branco, móveis geométricos e música eletrônica tocando no lobby. Dos muitos hotéis moderninhos de Vieux Montréal, este leva o troféu por ser o mais novo e ter a melhor vista para a charmosa praça Victoria (vários dos apartamentos, em formato de mini-lofts com banheiros abertos e paredão de vidro ao invés de janelas, se valem desse fato).

Praça Victoria, 901, tel. (514) 395-3100, www.whotels.com


Auberge du Vieux-Port

Fica bem no miolinho turístico, na rua do velho porto que beira o rio São Lourenço. Os melhores quartos são os de quina, como o 306, com parede de pedra e vigas aparentes.
O auberge também aluga lofts com um ou dois quartos, sala e quitinete para famílias de até 6 pessoas a preços muito atraentes.

rua de la Commune, 97, 876-0081, www.aubergeduvieuxport.com



Gault


Ultra moderninho, lobby espartano com, ao fundo, uma sala de leitura cheia de livros de design. Maria Ganem, autora deste blog, ficou lá e dividiu suas impressões nesse post aqui.


No Downtown:

Sofitel

Desde que o histórico e imponente Ritz Carlton decaiu e perdeu o trono, o novo Sofitel, quase vizinho, tomou seu lugar como melhor hotel do Downtown. Apesar de fazer parte de uma grande rede internacional, o design é único e cheio de personalidade, especialmente no lobby inundado de luz natural. Nos banheiros, produtos com a grife Roger & Gallet e espelhos anti-embaçantes. Nos quartos, todos ensolarados e decorados em tons de bege, carpetes ultra-macios, escrivaninha espaçosa, camas fofíssimas e flores frescas.

Rua Sherbrooke Ouest, 1155, tel. (514) 285-9000, www.sofitel.com



Opus

Mais novo hotel da cidade, é também o mais badalado, graças a seu restaurante-lounge asiático Koko. Faz o tipo moderninho, com lobby meio setentinha e muita cor no décor.

Rua Sherbrooke West, 8, 657-5656, www.opushotel.com

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Sinal verde para pedestres no Blvd Saint Laurent


Add ImageAdd Image

De sexta feira de manha ate domingo à noite uma das ruas mais importantes de Montreal da passagem às barraquinhas de comidas, barezinhos, araras de roupas (com ótimas promoções) e exibições artísticas das mais variadas. Passear pelo Boulevard Saint Laurent é uma boa pedida neste fim de semana e uma chance de se despedir do verão, que já esta quase nos deixando... Quem quiser fazer o tour completo, tem que entrar no boulevard na altura da Avenue du Mont Royal e descer até a Sherbrooke a pé. No caminho é possível ver de um tudo: de roupas de brechó (vendidas a $1 ou pouco mais), até aulas de tango a céu aberto. A idéia é que todas as atividades que ocorrem na rua normalmente desçam para a calçada e se misturem aos pedestres. Os restaurantes e bares se instalam no meio fio, experimenta-se vestidos, óculos e chapéus em pleno asfalto, corta-se o cabelo, e (sim) dança-se tango, salsa, ou merengue no meio da rua! Nem preciso dizer que as comidinhas sao um capitulo a parte dessa historia ne? Na área portuguesa (altura da rua Rachel), vende-se sardinhas, frango e lingüiça na brasa, servidos em deliciosos sanduíches ao molho picante de piripiri...uma delicia (e super em conta). Esses eventos acontecem durante todo o verão nas principais ruas de Montreal – Avenue du Mont Royal, Sainte Catherine, Saint Denis, e Boulevard Saint Laurent. Sem contar que o Village (bairro GLS de Montreal) fica fechado para carros durante toda a estação (o pedaço da Rue Sainte Catherine), com dezenas de barezinhos agitados para se explorar nestas noites quentes.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Passeio em Outremont e croissant com suco de laranja


Se você ainda não deu um bom passeio por Outremont, o bairro chique francês de Montreal, vale a pena reservar uma manha dessas para explorar seus recantos (de preferência nos dias de céu azul). Com um bom livro debaixo dos braços, basta procurar uma das pacatas pracinhas do bairro e esticar as pernas sob o sol, para sentir um pouco a alma do lugar. Outremont tem cara de Urca, é um bairro calmo, bem arborizado e animado pelo som de passarinhos e risadas de crianças ao fundo. Suas ruazinhas sao quase todas residenciais, cheias de casas enormes, daquelas que vemos nos filmes. Em uma hora na pracinha, ficamos íntimos dos moradores: as mães de dois ou três filhos, as senhoras e seus caes, as turmas de crianças das bochechas rosadas, as amigas do piquenique, os gatos fujões, os esquilos e passarinhos coloridos... O passeio se completa com um suco de laranja e um croissant fresquinhos na Croissanterie Figaro, esquina da Fairmount com a Hutchison. O café tipicamente francês é daqueles concorridos, principalmente em sua área externa de simpáticas mesinhas sombreadas e algumas flores. La é possivel fazer um lanche ou almoçar uma boa salada de rucula com salmao, por exemplo. Um otimo lugar para terminar o passeio. Bon appétit!




segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Hotel Gault: um dos mais recomendados de Montreal

Em Montreal não ha lugar mais indicado (e romântico) para se hospedar que o Vieux Port. O antigo bairro é todo conservado, tem varias galerias de arte e ótimos restaurantes. Sao dezenas de ruazinhas em paralelepípedo, com sobrados em pedra, varandinhas floridas, uma graça... Dormir no Vieux Port da realmente a sensação de que viajamos para uma pequena cidade turística do Québec, bem longe de Montreal.

Quem prefere fugir dos hotéis quatro ou cinco estrelas em estilo rococó (daqueles onde o tapete, a colcha e o papel de parede tem estampas diferentes entre si, e os moveis sao do tempo da vovó), uma boa dica é ficar no Hotel Gault. Apontado pelo New York Times e pela Condé Nast Traveller como um dos melhores de Montreal, o Gault é um hotel boutique contemporâneo, que não perde em elegância ou conforto. Um otimo custo-beneficio é o quarto Terra: espaçoso, em estilo loft, com cama queen size, lindos moveis contemporâneos, parede de tijolinhos, e uma enorme sala de banho branca, com banheira e cabine de banho em vidro. Três janeloes até o chão voltados para a pacata Rue Sainte Helène iluminam o ambiente. Para completar, o brunch é servido até às 14h (!) aos sábados e domingos. No mês de setembro, o Gault vai estar com 40% de desconto (quartos a partir de $159).

Veja outras dicas dos melhores hotéis de Montreal aqui.

domingo, 23 de agosto de 2009

Plus que Parfait, a melhor sorveteria artesanal de Montreal (e a mais simpática)




Se você esta de dieta, melhor parar de ler este post agora. No verão de Montreal não da para deixar de falar dos graciosos ateliês de sorvete que se espalham pela cidade. Um endereço que não pode faltar nesta lista é o do Plus que Parfait, no coin da Fairmount com a Saint Urbain. A pequenina loja laranja é um encanto em todos os sentidos, e seus sorvetes “mais que perfeitos” sao apenas um plus da casa. A dona, sempre sorridente, é quem faz as misturas artesanalmente e atende a clientela em pessoa todos os dias (quentes e sem chuva). Esperta, ela conquistou a criançada com uma caixa de giz que deixa na porta e lhes serve para colorir grande parte da calçada da Fairmount – o que acontece com freqüência. A fofíssima cadelinha que acompanha sua dona na labuta, cuida para que todos tenham especial carinho pelo lugar... Além disso, claro, tem os sorvetes, que atraem multidoes dia e noite. Os sabores clássicos como chocolate, pistache, nozes e tiramissu sao muito cremosos e por isso mesmo, ainda mais gostosos. Ha também milkshakes, iogurtes e um cha gelado com cubos de sorvete, que é especialidade da casa. Uma bola custa entorno de $4, com as taxas.

sábado, 22 de agosto de 2009

Começa dia 27 o Festival des Films du Monde: 750 sessoes de cinema e varias exibições gratuitas no coração de Montreal


O Festival des Films du Monde vai tomar conta de Montreal entre 27 de agosto e 7 de setembro. A competição traz este ano 400 filmes para a cidade, sendo 130 longas internacionais e inéditos. Trata-se do maior festival independente da América do Norte, adorado pelos diretores de primeira viagem que têm um lugar de destaque na competição. O FFM é conhecido também pela sua diversidade cultural, 78 paises estarão representados, entre eles o Brasil pelo diretor José Padilha (que exibe a realidade da fome em seu documentário Garapa).

O festival é dividido em sete categorias, entre as quais estão a competição mundial, a competição de primeiras obras (compétition des premières oeuvres), a competição de documentários do mundo, o olhar sobre os cinemas do mundo (regards sur les cinémas du monde), e os hors-concours. O passaporte com direito às 750 sessoes de cinema do festival custa $ 80. Os filmes serão exibidos no Cinéma Impérial, Théâtre Maisonneuve, Cinéma Quartier Latin, Cinéma ONF, e Hotel Hyatt Regency. Veja mais informações sobre preços e a programação aqui.

Seguem alguns filmes que me pareceram interessantes:

Silent Wedding (Nunta Muta), Horatiu Malaele, Romania-França

Mal dia para pescar, Alvaro Brechner, Urugai-Espanha

Eatrip, Yuri Nomura, Japao

Sob as estrelas é possível ver filmes antigos de graça! A programação da Esplanade de la Place des Arts inclui o documentário Woodstock: 3 days of peace and music (1970), de Michael Wadleigh; o clássico de Stanley Kubrick, 2001: a space odyssey (1968); e o romântico In the mood for love (2000) de Wong Kar Wai (entre muitos outros). No Chapiteau de la rue Éméry, com exibições também gratuitas e ao ar livre, entram em cena curtas da ONF que ganharam ou foram indicados ao Oscar. É uma ótima oportunidade para ver no telão os chefs-d’oeuvre do canadense Norman MacLaren...


terça-feira, 18 de agosto de 2009

Prepare-se para a nova temporada de shows em Montreal, os ingressos já estão à venda (e alguns até esgotados!)


Agosto esta chegando ao fim, e aos poucos tudo vai tomando seu lugar na capital cultural do Canadá. Em setembro voltam as aulas, o friozinho (ainda que gentil) e o bafafá nos palcos montrealenses. Desde final de julho (veja so ha quanto tempo!) estamos sofrendo uma “abstinência musical” por aqui... Felizmente, de setembro a outubro dezenas de bandas invadem a cidade, muitas delas atraídas pelo PopMontreal. O festival, que apesar do nome é o maior de musica indie do Canadá, ocupa Montreal de 30 de setembro a 4 de outubro. Os ingressos estão à venda, melhor então é começar a planejar a agenda (e o bolso) pros muitos compromissos que vem por ai...

Este ano, até Os Mutantes desembarcam na cidade dia 3 de outubro no palco do Le National. As atrações do PopMontreal incluem ainda o grupo de rock americano Yo la tengo, e o grupo de tango eletrônico da Argentina, Bajofondo. Para os fas do Dinosaur Jr, que teve que cancelar a presença no festival por motivos de saúde de um dos componentes, ha esperança: dia 23 de janeiro de 2010 a banda confirmou que estará no Club Soda. Mais uma boa noticia, quem previa ir no show do dia 17 de outubro da banda canadense Metric, ganhou uma nova chance: a banda anunciou esta semana, apos o esgotamento dos ingressos, que vai rolar na véspera (dia 16 de outubro) um show extra para os fas também no Metropolis.




domingo, 16 de agosto de 2009

Chegou o novo catalogo da Ikea Montreal: feito especialmente para você (que procura objetos e moveis bonitos e baratos para a casa)



Se mudou pra Montreal agora? Trocou de apartamento ou quer dar uma ajeitadinha na casa? A Ikea é o lugar ideal pra quem ta procurando coisas legais, a um bom preço. A marca sueca é conhecida no mundo inteiro, tem mais 300 lojas espalhadas da Ásia à Europa , e claro aqui em Montreal também é a primeira parada dos recém-chegados na cidade. Na Ikea encontra-se de tudo, talheres, cortinas, camas, sofás, toalhas, panelas, armários, mesas e cadeiras, da pra montar uma casa inteira. Os produtos são estilosos e alguns são assinados por designers conhecidos.


Se você estava procurando um motivo pra conhecer o lugar, ai vai um bom: acaba de sair do forno o catalogo 2010 da loja, cheio de objetos de decoração “essenciais” pra nossa casa. O destaque vai para a linha de produtos renouvelables, feitos com material reciclado ou ecologicamente corretos, que estão uma graça! Entre eles a mesa dobrável Norden, uma das primeiras feitas de compensado criada em 1998, e a almofada Lusy Blom, preenchida por resíduos têxteis dos cobertores Ikea. Antes de terminar, um aviso : prepare-se para comprar mais do que o esperado...

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Buvette chez Simone: o maior agito da Av du Parc



Tomar uma cerveja gelada no calorão que esta fazendo em Montreal virou uma questão de sobrevivência! Para quem procura um lugar badalado, a dica é conhecer a Buvette chez Simone. O bar debruçado na Avenue du Parc, na altura da Villeneuve, vive lotado, mesmo durante os primeiros dias da semana, em qualquer horário... é um sucesso!

O clima é “descontraído, mas nem tanto”. Do lado de fora um agradável terraço com mesinhas de madeira é rodeado por canteiros de frutas e legumes, com berinjelas e tomates aparentes (!), além de uma trepadeira bem cheia e verdinha que faz sombra na galera até às 21h, quando o sol finalmente se poe em Montreal nesta época do ano. O interior é mais “arrumadinho” (e barulhento), com mesas de madeira comunitárias em forma de T, luminárias bem originais, e um enorme quadro negro que exibe as varias opções de cerveja e vinho em taça que a casa oferece. A cerveja en fût (numa taça grande) custa entre $4,50 e $6,00. O cardápio traz uma série de petiscos servidos em pequenas porções que vão da saucisse maison ($4,50), ao gorgonzola ($7,00), passando pelo presunto de parma ($11,00) e o gravlax ($8,00). Cheers!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Bike e Cinema – um fim de semana, três eventos imperdíveis em Montreal

A combinação entre bicicleta e cinema pode parecer estranha, mas não para quem vive aqui em Montreal. Este fim de semana, três eventos organizados pelos amantes das pedaláveis esgotam todas as possibilidades desta dupla dinâmica. Ache o seu!

O Bicycle Film Festival, original de NY, esta em sua nona edição e este ano acontece em 39 cidades do mundo. De 14 a 16 de agosto, o evento toma conta de Montreal trazendo curtas, longas e muitas festas que celebram o life style de quem anda sobre duas rodas. O festival começa na sexta às 19h com a exibição do filme canadense Where are you go, de Benny Zenga & Brian Vernor no Office National du Film du Canada. A programação segue com um churrasco noturno, depois de uma pedalada pos-filme.

Em paralelo, vai rolar nas sextas-feiras 14 e 21 o Bike Movies in the Park. Mais alternativo, o encontro acontece no Parc Mont Royal às 20h55, e é todo misterioso... Ao chegar no local, o ciclista deve procurar por uma bicicleta equipada com um projetor. A idéia é seguir a tal bike até um ponto de encontro secreto (que os organizadores improvisarão na hora), onde será instalado um telão para exibição de “um bom filme”. Atenção, os ciclistas devem levar cerveja, comida, canga e o que mais acharem que combina com uma noite de cinema no parque...

Por fim, a versão italiana do bike-and-movie chama Italodisco Bike-In, e acontece neste sábado dia 15 no Canal Lachine. Às 19h será apresentado o clássico filme Blow-up (1966), de Michelangelo Antonioni. A programação continua com a festa Ring my bell, organizada pela galera do Pop Montreal (maior festival de musica indie da cidade), no Terrace McAuslan. Mais informações sobre este evento no Montreal For Insiders.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Batalha de água em plena Montreal





Ai o verão, como inspira os montrealenses... No dia 3 de agosto, um desses movimentos que nascem na internet transformou a estação de metro Mont Royal no palco de uma verdadeira guerra! Foi quando um bando de marmanjos previamente organizados foram ao local armados de varias pistolas e bombas...de água! Disfarçados entre os passantes – pobres trabalhadores que so queriam voltar pras suas casas secos naquele dia -, os malucos abriram fogo às 19h em ponto, quando uma sirene anunciou o inicio da “batalha”. Ninguém saiu ileso, durante os 5 minutos de guerra (contados no relógio), foi água para todos os lados!
Confira um dos pouquíssimos registros da Montreal Super Soaker Flash Mob:
Veja como a coisa foi organizada, seguem as coordenadas dos "comandantes da batalha" publicadas no facebook:

SUPER SOAKER FLASH MOB

Because If you live in the flatlands you tell all your friends
Organisateur :
The Vagrants of St-lo
Type :
Réseau :
Mondial
Date :
lundi 3 août 2009
Heure :
19:00 - 19:05
Lieu :
Mont-Royal Metro
Adresse :
Mont-Royal
Ville :
Montreal, QC

Description

Once upon a time, God blessed us all with plastic and rubber, and one smart (wo)man with the ingenuity to put the two together and create a tool of annihilation, water destruction, targeted at young kids under the the tagline of "fun".


SUPER SOAKER, the best invention to come out of 1990 is back with a vengeance. Time for some cooling summer fun.


Bring your choice of water weapon and be there 7 PM sharp for a mob water fight! Wait for the horn


"Poseidon LOOK AT ME NOW

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Terça-feira é dia de cinema em Montreal!



Não importa o dia em que estréiam os filmes, para os estudantes montrealenses o acontecimento tem data marcada: é sempre às terças-feiras, quando o preço da sessão cai pela metade. Montreal tem muitas salas de projeção, cada uma com características particulares. Neste dia da semana, o programa custa de cinco a oito dólares (para qualquer pessoa), um valor bem honesto.

Filmes americanos, ou mais comerciais, chegam a Montreal nas salas do Banque Scotia ou do AMC Fórum 22, o antigo estádio de hóquei da equipe Montreal Canadiens, (para citar os mega-complexos anglofônicos mais centrais da cidade). Cada um deles dispõe de umas 20 salas de cinema, sendo algumas delas especiais para versões em 3D, a cada dia mais concorridas.
Por falar em cinema 3D, vale a pena conhecer a sala imax-telus, situada no Centro de Ciências de Montreal à beira do rio, no charmoso bairro do Vieux Port. Embora os filmes em cartaz não sejam os mais impressionantes, o som de excelente qualidade e o telão que ocupa toda a parede dianteira da sala (de uma lateral a outra, do chão ao teto) dão graça à experiência.

Mais alternativos são os cinemas do bairro boêmio Quartier Latin. Entre eles esta o Cinema Imperial, uma sala à moda antiga com 820 lugares, inaugurada em 1913. Trata-se de um antigo teatro conservado com todo seu charme original: um grande hall de entrada, uma abóboda central, detalhes dourados por todos os lados, cortinas de veludo vermelhas, cadeiras em couro, e afrescos no teto saltam aos olhos ao entrarmos no local.
Pertinho dali fica a moderna Cinémathèque Québécoise, um centro de cinema e documentação fundado em 1963 por um grupo de cineastas canadenses. Além das salas de projeção, a Cinémathèque mantém em seu acervo 35 mil filmes internacionais, 25 mil programas de TV, 28 mil pôsteres, 600 mil fotos, além de aparelhos antigos, roteiros, livros e revistas sobre cinema e televisão, todos disponíveis em sua mídiateca. Depois do filme, vale dar uma passada no bar da casa, igualmente especial.
O Office National du Film du Canada (ONF) é outro must see da cidade. O prédio que dobra a esquina da rua Saint Denis com o Boulevard de Maisonneuve é um dos mais bonitos de Montreal. Toda em vidro, com uma forte estrutura de ferro e iluminação colorida, a ONF – produtora e distribuidora nacional de obras audiovisuais – abriga 9 500 filmes e animações canadenses, aos quais o visitante tem acesso em cabines individuais de projeção. Ha também uma sala de cinema, onde são exibidos filmes mais alternativos.

Ainda nesta linha underground, esta o Cinéma Parallèle localizado no complexo Ex-Centris, aos pés do badalado Boulevard Saint Laurent. La é possível assistir a curtas recém-premiados, filmes de diretores franceses, tal qual Agnès Varda, e outros de apelo mais cult. Pra terminar, o Festival du Cinéma Brésilien de Montreal acontece no Cinéma du Parc, mais um simpático cinema de Montreal. Suas salas bem pequenas na Avenue du Parc projetam documentários estranhos, filmes antigos e outros "fora do circuito", além de abrigarem muitos festivais de cinema.
A dica da semana é assistir à comédia romantica 500Days of Summer, de Marc Webb, com Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel.